Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br
Liturgia diária › 05/01/2019

Liturgia Diária 05/01/2019 – Antes da Epifania – Sábado

Primeira Leitura

Primeira Leitura (1Jo 3,11-21)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos: 11Esta é a mensagem que ouvistes desde o início: que nos amemos uns aos outros, 12não como Caim, que, sendo do Maligno, matou o seu irmão. E por que o matou? Porque as suas obras eram más, ao passo que as do seu irmão eram justas. 13Não vos admireis, irmãos, se o mundo vos odeia. 14Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama permanece na morte. 15Todo aquele que odeia o seu irmão é um homicida. E vós sabeis que nenhum homicida conserva a vida eterna dentro de si. 16Nisto conhecemos o amor: Jesus deu a sua vida por nós. Portanto, também nós devemos dar a vida pelos irmãos. 17Se alguém possui riquezas neste mundo e vê o seu irmão passar necessidade, mas, diante dele fecha o seu coração, como pode o amor de Deus permanecer nele?

18Filhinhos, não amemos só com palavras e de boca, mas com ações e de verdade! 19Aí está o critério para saber que somos da verdade e para sossegar diante dele o nosso coração, 20pois, se o nosso coração nos acusa, Deus é maior que o nosso coração e conhece todas as coisas. 21Caríssimos, se o nosso coração não nos acusa, temos confiança diante de Deus.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 99)

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira!

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira!

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus. Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Entrai por suas portas dando graças, e em seus átrios com hinos de louvor; dai-lhe graças, seu nome bendizei!

— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor é fiel eternamente!

Evangelho

Evangelho (Jo 1,43-51)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 43Jesus decidiu partir para a Galileia. Encontrou Filipe e disse: “Segue-me”. 44Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.45Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse: “Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José”. 46Natanael disse: “De Nazaré pode sair coisa boa?” Filipe respondeu: “Vem ver!” 47Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: “Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade”. 48Natanael perguntou: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi”.

49Natanael respondeu: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel”. 50Jesus disse: “Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!” 51E Jesus continuou: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Homilia

Não existe vida em Deus sem amor, somos todos filhos d’Ele, e o que devemos uns para os outros é amor

“Esta é a mensagem que ouvistes desde o início: que nos amemos uns aos outros, não como Caim, que, sendo do Maligno, matou o seu irmão. E por que o matou? Porque as suas obras eram más, ao passo que as do seu irmão eram justas (1João 3,11).

“Amemos uns aos outros”, esse é o princípio da vida em Deus. Não existe vida em Deus sem amor, somos todos filhos d’Ele, e o que devemos uns para com os outros é amor. Não podemos excluir ninguém do nosso amor.

Podemos amar o outro da forma como ele precisa e merece ser amado, mas deixar de o amar, jamais! Quando deixamos de amar alguém preferimos o ódio, o rancor, a indiferença, deixamos que as obras das trevas cresçam no nosso coração. Todos nós temos dentro do nosso coração um Caim e um Abel.

Abel era o homem justo, que colocou Deus em primeiro lugar, que amou Deus; viveu o amor nas suas obras e ações. Do seu lado, Caim, seu irmão que amava a si mesmo em primeiro lugar, era invejoso e ciumento. O ciúmes e a inveja provocam males terríveis, inclusive, matam toda a força do amor em nós, e, por inveja e ciúmes, Caim matou seu irmão Abel.

Primeiro, não matemos o Abel em nós, eliminemos o Caim ou eduquemos o Caim que está em nós. Segundo, não matemos nossos irmãos, porque temos uma capacidade grande e terrível de matarmos uns aos outros. A língua que Deus nos deu para a bênção é o grande canal que usamos para matar uns aos outros, falamos mal uns dos outros, caluniamos, perseguimos, falamos o pior do outro, nunca o melhor.

É incrível como o ser humano tem a capacidade para falar mal e pouquíssima para elogiar e reconhecer os valores. Quando não queremos bem alguém, sabemos a lista de todos os defeitos dela, até mesmo das pessoas que gostamos, estamos sempre encontrando defeitos e problemas naquela pessoa. Mas quem vive o amor encontra os valores na pessoa do outro, exalta a pessoa mesmo nos momentos difíceis que ela esteja enfrentando. Busquemos encontrar o que levanta e não o que derruba ou destrói.

Caim derrubou tanto o seu irmão Abel, que o destruiu e tirou sua vida. Estamos matando uns aos outros, estamos usando o que temos em nossas mãos, em nossa boca, em nosso coração para fazermos mal e falarmos mal uns dos outros.

Nossas redes sociais estão repletas de fofocas, as pessoas usam o WhatsApp e outros mecanismos para falarmos mal uns dos outros. Isso não é de Deus, mas do maligno! E quem é do maligno não faz a vontade de Deus.

Se nos esforçarmos, neste ano que estamos vivendo, para termos 365 dias para não falar mal, não desejar o mal nem amar o outro, teremos vivido, de fato, o Evangelho em nossa vida.

Deus abençoe você!

Fonte: Homilia Canção Nova https://homilia.cancaonova.com/homilia/o-amor-ao-proximo-e-o-principio-da-vida-em-deus/?sDia=5&sMes=01&sAno=2019