Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br
Liturgia diária › 09/07/2018

Liturgia Diária 09/07/2018 – 14ª Semana do Tempo Comum – Segunda-feira

Primeira Leitura

Primeira Leitura (Os 2,16.17b-18.21-22)

Leitura da Profecia de Oséias.

Assim fala o Senhor: 16Eis que eu a vou seduzir, levando-a à solidão, onde lhe falarei ao coração; 17be ela aí responderá ao compromisso, como nos dias de sua juventude, nos dias da sua vinda da terra do Egito.

18Acontecerá nesse dia, diz o Senhor, que ela me chamará ‘Meu marido’, e não mais chamará ‘Meu Baal’. 21Eu te desposarei para sempre; eu te desposarei conforme as sanções da justiça e conforme as práticas da misericórdia. 22Eu te desposarei para manter fidelidade e tu conhecerás o Senhor.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 144)

— Misericórdia e piedade é o Senhor.

— Misericórdia e piedade é o Senhor.

— Todos os dias haverei de bendizer-vos, hei de louvar o vosso nome para sempre. Grande é o Senhor e muito digno de louvores, e ninguém pode medir sua grandeza.

— Uma idade conta à outra vossas obras e publica os vossos feitos poderosos; proclamam todos o esplendor de vossa glória e divulgam vossas obras portentosas!

— Narram todos vossas obras poderosas, e de vossa imensidade todos falam. Eles recordam vosso amor tão grandioso e exaltam, ó Senhor, vossa justiça.

— Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.

Evangelho

Evangelho (Mt 9,18-26)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

18Enquanto Jesus estava falando, um chefe aproximou-se, inclinou-se profundamente diante dele, e disse: “Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe tua mão sobre ela e ela viverá”.

19Jesus levantou-se e o seguiu, junto com os seus discípulos. 20Nisto, uma mulher que sofria de hemorragia há doze anos veio por trás dele e tocou a barra de seu manto. 21Ela pensava consigo: “Se eu conseguir ao menos tocar no manto dele, ficarei curada”. 22Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. E a mulher ficou curada a partir daquele instante.

23Chegando à casa do chefe, Jesus viu os tocadores de flauta e a multidão alvoroçada, 24e disse: “Retirai-vos, porque a menina não morreu, mas está dormindo”. E começaram a caçoar dele. 25Quando a multidão foi afastada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão, e ela se levantou. 26Essa notícia espalhou-se por toda aquela região.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Homilia

O problema não são as situações desesperadoras da vida, mas o coração que tem mais desespero do que fé

“‘Coragem, filha! A tua fé te salvou’. E a mulher ficou curada a partir daquele instante” (Mateus 9,22).

Olhamos, hoje, dois personagens que se aproximam de Jesus, não desesperados, mas acreditando n’Ele. Aqui está uma diferença, porque há situações da nossa vida que são desesperadoras.

.:Participe do Aprofundamento ‘Estudo Orante da Bíblia’ com padre Roger Araújo

Um pai de família estava vendo a sua filha praticamente morta, e ele tinha duas escolhas a fazer: ficar chorando, lamentando, esbravejando, porque a sua filha estava praticamente morta, ou colocar para fora a sua fé. Como era um homem de fé, esse chefe da sinagoga foi atrás de Jesus: “Jesus, impõe tua mão sobre ela, e eu creio que ela voltará à vida”. O Senhor compadeceu-se desse pai, e, ao mesmo tempo, comoveu-se com o tamanho de sua fé. A situação era desesperadora, mas aquele coração não estava desesperado, estava confiante em Deus.

Passamos por muitas situações desesperadoras em nossa vida, há muitas situações que parecem calamidades e outras que não são tão graves, mas somos pessoas desesperadas e transformamos coisas pequenas em devastadoras. Às vezes, é como diz o ditado: fazemos tempestade em copo d’água.

O problema não são as situações desesperadoras da vida, mas o coração que tem mais desespero do que fé.

Essa mulher sofria de um fluxo de sangue há 12 anos, era para ela estar desanimada, depressiva, arrasada, reclamando da vida, era para esbravejar contra Deus! Mas ela não fez isso, até porque não podia se aproximar muito dos outros, por causa da situação em que ela se encontrava. Ela rompeu barreiras e multidões, aproximou-se para tocar Jesus, porque sua fé era maior do que qualquer coisa. 

A nossa fé nos salva; o desespero nos perde. Por isso, coloquemos sempre no Senhor a nossa confiança. Não permitamos que o nosso coração se entregue a qualquer tentação de desespero, por mais difícil que seja a situação.

Não tiremos do Senhor o nosso olhar. Nós nos perdemos em muitas situações da vida, porque olhamos para as calamidades, para as situações complicadas, mas não olhamos para o Senhor, aquele que nos guia, que nos conduz pelas mãos e nos liberta de todas as tribulações.

Deus abençoe você!

Fonte: Homilia Canção Nova https://homilia.cancaonova.com/homilia/a-nossa-fe-comove-o-coracao-de-jesus/?sDia=9&sMes=07&sAno=2018