Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br
Liturgia diária › 15/05/2019

Liturgia Diária 15/05/2019 – 4ª Semana da Páscoa – Quarta-feira

Primeira Leitura

Primeira Leitura (At 12,24-13,5a)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 24a palavra do Senhor crescia e se espalhava cada vez mais. 25Barnabé e Saulo, tendo concluído seu ministério, voltaram de Jerusalém, trazendo consigo João, chamado Marcos.

13,1Na Igreja de Antioquia, havia profetas e doutores. Eram eles: Barnabé, Simeão, chamado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado junto com Herodes, e Saulo.

2Um dia, enquanto celebravam a liturgia, em honra do Senhor, e jejuavam, o Espírito Santo disse: “Separai para mim Barnabé e Saulo, a fim de fazerem o trabalho para o qual eu os chamei”. 3Então eles jejuaram e rezaram, impuseram as mãos sobre Barnabé e Saulo, e deixaram-nos partir.

4Enviados pelo Espírito Santo, Barnabé e Saulo desceram a Selêucia e daí navegaram para Chipre. 5aQuando chegaram a Salamina, começaram a anunciar a Palavra de Deus nas Sinagogas dos judeus. Eles tinham João como ajudante.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 66)

— Que as nações vos glorifiquem ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

— Que as nações vos glorifiquem ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

— Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção, e sua face resplandeça sobre nós! Que na terra se conheça o seu caminho e a sua salvação por entre os povos.

— Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão, e guiais, em toda a terra, as nações.

— Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem! Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, e o respeitem os confins de toda a terra!

Evangelho

Evangelho (Jo 12,44-50)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 44Jesus exclamou em alta voz: “Quem crê em mim não é em mim que crê, mas naquele que me enviou. 45Quem me vê, vê aquele que me enviou. 46Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.47Se alguém ouvir as minhas palavras e não as observar, eu não o julgo, porque eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. 48Quem me rejeita e não aceita as minhas palavras já tem o seu juiz: a palavra que eu falei o julgará no último dia. 49Porque eu não falei por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele é quem me ordenou o que eu devia dizer e falar. 50Eu sei que o seu mandamento é vida eterna. Portanto, o que eu digo, eu o digo conforme o Pai me falou”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Homilia

“Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas” (João 12,46).

Jesus não nos quer nas trevas nem na escuridão, não nos quer perdidos onde estamos. Ele nos quer na luz. Existe a escuridão maior onde a pessoa está perdida nos seus conceitos e valores, está vivendo uma vida mundana, é uma forma de estar com a mente obscura; e a pessoa, muitas vezes, se torna egoísta, orgulhosa, avarenta, ela não é capaz de perceber os males que ela realiza, as palavras duras que saem da sua boca.

Existe também como acontece conosco a possibilidade de conhecermos Jesus, mas não sermos plenamente iluminados por Ele. Não nos enganemos, porque nem tudo que reluz é luz, nem tudo que parece ser ouro é ouro. Vivemos num mundo onde tantas coisas são ilusórias, enganosas e aparentes. Compramos um perfume que parece original e só depois que usamos percebemos que não é; compramos coisas que são iguais às originais, mas, de repente, aparece a marca da falsificação, da enganação e da ilusão.

Podemos ser cristãos iludidos e enganados, porque nos iludimos muitas vezes; estamos em Jesus, mas não caminhamos plenamente na luz. Escondemos os nossos pecados e erros, e não permitimos que Jesus nos ilumine. Deixamos ali na penumbra: “Esse aqui não mexe, não se trata”. A pessoa está vivendo uma vida e fazendo coisas erradas e escondidas, e não quer sair desse mal, dessa escuridão. Às vezes, somos cristãos, seguidores de Cristo, mas somos os mais egoístas, os mais duros, grossos, sem educação, somos causadores de intrigas, maldades e perversidades.

Encontramos, no meio de nós, muitas coisas que não se encontram no mundo. A luz de Jesus para o mundo não deve estar direcionada somente para o mundo lá fora; essa luz tem de penetrar em nós, inclusive, em nossas igrejas, capelas e na espiritualidade que cultivamos, porque pode acontecer de trazermos pessoas para seguir Jesus e continuarmos caminhando na escuridão da vida.

Viemos ao mundo como luz e precisamos permitir que a luz de Jesus nos ilumine para não vivermos na escuridão

Não nos conformemos com a penumbra da luz, tenhamos a luz bem clara dentro da nossa casa para bem iluminar o ambiente. Não nos conformemos com a penumbra da alma, do espírito e do coração, mas nos permitamos ser iluminados por Jesus.

Não basta termos um terço na mão, uma cruz no pescoço, carregarmos uma medalha pequena ou grande. O que precisamos, mais do que esses sinais externos, que muitas vezes precisamos até tirá-los, é de luz interior.

Muitas vezes, nosso interior está totalmente confuso. Às vezes, seguimos Jesus mais perdidos do que achados; e não é que Jesus não nos achou, mas nós, em Deus, perdemo-nos d’Ele.

Facilmente, um discípulo se engana parecendo que está em Deus, mas deixando se perder em meio à escuridão. Viemos ao mundo como luz, e precisamos permitir que a luz de Jesus nos ilumine para não vivermos na escuridão.

Deus abençoe você!

Fonte: Homilia Canção Nova https://homilia.cancaonova.com/homilia/permitamos-que-a-luz-de-jesus-nos-retire-da-escuridao/?sDia=15&sMes=05&sAno=2019