Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br
Destaques, Notícias gerais › 30/03/2017

Papa: migrantes órfãos precisam de paternidade e maternidade

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco concluiu sua série de audiências recebendo esta quinta-feira (30/03) os participantes do Capítulo Geral dos Somascos.

O lema do Capítulo: “Passemos à outra margem do lago com os nossos irmãos com os quais queremos viver e morrer”, levou o Papa a falar dos momentos cruciais da Ordem e de seu fundador, São Jerônimo Emiliani, padroeiro universal dos órfãos e da juventude abandonada.

O santo veneziano foi movido pelo desejo de reformar a Igreja através de suas obras de caridade. O projeto era reformar primeiro a si próprio na fidelidade ao Evangelho, e depois a comunidade cristã e a sociedade civil, que não podem ignorar os marginalizados, em o carisma próprio da Ordem: os órfãos e a juventude abandonada.

“E falando de órfãos, hoje existem os ‘meio-órfãos’: migrantes – jovens e crianças – que chegam sozinhos às nossas terras e precisam encontrar paternidade e maternidade. Gostaria de destacar isso. Nas embarcações, muitos chegam sozinhos e precisam disso. Isso é outra tarefa de vocês.”

“Também eu os encorajo a permanecerem fiéis à inspiração originária e a ‘colocar-se em saída’ rumo à humanidade ferida e descartada, com escolhas evangelicamente eficazes”, disse Francisco, referindo-se de modo especial ao carisma da Ordem. O Papa exorta os somascos a estarem atentos às diversas formas de marginalidade nas periferias geográficas e existenciais, sem se deixar levar por estruturas que oferecem falsa proteção e freiam o dinamismo da caridade e do serviço ao Reino de Deus.

Neste serviço, o Pontífice pede o envolvimento dos leigos somascos, de modo especial em prol dos direitos humanos, da infância e da adolescência, na prevenção da exploração e do tráfico de seres humanos. Em seu discurso, Francisco falou ainda da importância do diálogo ecumênico, da formação dos catequistas, dos animadores leigos e do clero contra “um dos maiores perigos da Igreja: o clericalismo”. E o Papa concluiu com mais um encorajamento:

“Que um renovado ardor missionário os impulsione a se dedicar ao serviço do Reino de Deus através da educação dos jovens, para que cresçam firmes na fé, livres e responsáveis, corajosos no testemunho e generosos no serviço.”

A Congregação

A ordem religiosa é inspirada na vida de São Jerônimo Emiliani e mantém a tradição na composição de seus membros. Todos são irmãos, consagrados pelos votos de pobreza, castidade e obediência. Os irmãos com vocação para o sacerdócio são ordenados para o ministério. Assim, a família dos religiosos somascos é composta por irmãos e irmãos padres.

A Congregação está presente no Brasil e nos cinco continentes. A casa mãe está localizada em Somasca, pequeno vilarejo do norte da Itália. A última comunidade somasca a ser aberta foi na República Dominicana, próximo ao Haiti.

 

Fonte: Site Vaticano: http://www.news.va/pt/news/papa-migrantes-orfaos-precisam-de-paternidade-e-ma

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.