Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br

Pequenas Missionárias: 80 anos de missão social e evangelizadora

Vanessa Fernandes, IPMMI

A Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (PMMI) completa no dia 8 de novembro, 80 anos de fundação e aprovação pelo Vaticano. Criada em São José dos Campos por Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, a Congregação é responsável hoje pela administração de cinco hospitais no país e realizam mais 1,5 milhão de atendimentos de saúde pública (SUS) por ano. Três hospitais estão em nossa região: o Antoninho da Rocha Marmo e o Pio XII, em São José dos Campos, e a Casa de Saúde Stella Maris, em Caraguatatuba.

O jubileu será comemorado com uma missa solene presidida por dom Cesar, no dia 8, às 10h, na Capela do Sanatorio Maria Imaculada, em São José dos Campos (Rua Major Antônio Domingues, 244 – Centro).

No período da tarde, a celebração contará com atividades culturais e artísticas. Nos três dias que antecedem o jubileu, religiosas da Congregação farão palestras na Capela, às 16h, sobre como a Misericórdia tem se manifestado no Instituto das Pequenas Missionárias ao longo dos anos e em suas comunidades, entre outros temas.

“Tão importante quanto celebrar 80 anos, é o trabalho que estamos realizando agora de lançar as bases para os próximos 80 anos de atuação da nossa Congregação. Para isso, acabamos de renovar nosso compromisso com nosso carisma original, que é cuidar dos enfermos em todos os seus aspectos; cuidar dos idosos; ensinar a catequese; e expandir as missões humanitárias em regiões necessitadas”, disse a Madre Geral Sandra Maciel Notolini.

De São José para o mundo

Representada pelo Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, a obra social das Irmãs Pequenas Missionárias está presente hoje em 12 cidades, 5 estados brasileiros e em 4 países (Brasil, Portugal, Itália e Moçambique).

Religiosa em missão humanitária na África.

Além dos 5 hospitais (Antoninho da Rocha Marmo, Pio XII, Casa de Saúde Stella Maris, Hospital Madre Teresa, Hospital Marieta Konder Bornhausen), que oferecem cerca de 1.000 leitos e realizam, em média, 6 mil partos por ano, a Congregação conta ainda com 6 abrigos de longa permanência que atendem cerca de 400 idosos em 5 cidades do Brasil e Portugal; centros de formação humana e religiosa, uma casa de acolhida para pacientes com câncer e um pensionato para moças.

As religiosas atuam ainda na assistência a sacerdotes, nas pastorais da saúde e em missões humanitárias na África (Dombe, Moçambique) e na Amazônia (Juína, no Mato Grosso). No total, o Instituto conta com 225 religiosas e 4.500 colaboradores.

Origem abençoada

A Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada teve origem em São José dos Campos. Na década de 1920, a jovem professora católica Dulce Rodrigues dos Santos veio tratar-se da tuberculose e, inconformada com a situação dos doentes, iniciou um trabalho humanitário, com o propósito de oferecer dignidade e esperança para essas pessoas.

Grupo das primeiras religiosas junto de Madre Tereza.

O trabalho e o idealismo dessa jovem chamaram a atenção de Dom Epaminondas Nunes D´ávila e Silva, 1º Bispo de Taubaté, que preocupado com o abandono espiritual em que viviam os doentes, viu a realização da vontade de Deus e pediu-lhe que escrevesse o que sentia em seu coração para esta obra. Deu-lhe licença inicialmente de formar uma associação Religiosa, e ele mesmo se tornou o orientador, encaminhando o pedido de fundação ao Vaticano.

Em 8 de novembro de 1936, nascia oficialmente a Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, reconhecida e aprovada pelo Papa Pio XI.

À sua frente, estava a jovem Dulce agora já consagrada como Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico.

A partir de um trabalho inicial com os tuberculosos, as Irmãs Pequenas Missionárias foram ampliando a sua atuação caritativa, passando a administrar hospitais, abrigos para idosos e pensionatos.

Também começaram a promover a assistência a famílias da zona rural e de comunidades urbanas carentes por meio de visitas ou prestando serviços de caráter pastoral nas Dioceses onde estão instaladas as suas comunidades.

A caminho da beatificação

A venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico encontra-se em processo de beatificação e canonização. Em abril de 2014, a fundadora da Congregação das Pequenas Missionárias teve suas virtudes heroicas reconhecidas
madre pelo Papa Francisco. Atualmente, um milagre atribuído à Madre está em análise no Vaticano. O próximo passo é a beatificação.

Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico faleceu em 8 de janeiro de 1972, mas continua viva no coração das Irmãs Pequenas Missionárias, sendo a grande inspiração e a força que as move.

Sua presença viva pode ser percebida em cada gesto, em cada atendimento, em cada sorriso, em cada palavra de conforto manifestados por meio de cada religiosa, colaboradores e médicos que atuam nas obras sociais do Instituto.

A vida de Madre Maria Teresa pode ser conhecida por meio da visita ao seu Memorial, instalado no Sanatório Maria Imaculada. Seus restos mortais estão depositados numa urna na Capela da Imaculada, também localizada no Sanatório.

Pequenas Missionárias em grandes atividades

Hospitais

  • Hospital Antoninho da Rocha Marmo – (São José dos Campos/ SP)
  • Hospital Pio XII (São José dos Campos/SP)
  • Casa de Saúde Stella Maris (Caraguatatuba/SP)
  • Hospital Madre Teresa (Belo Horizonte/MG)
  • Hospital Marieta Konder Bornhausen (Itajaí/ SC)

Abrigos de Longa Permanência para Idosos

  • Pensionato Maria Imaculada (São José dos Campos/SP)
  • Recanto São João de Deus (São José dos Campos/SP)
  • Residencial Santiago Apóstolo (Rio de Janeiro/RJ)
  • Residencial Luiz Bertoli (Rio do Oeste/ SC)
  • Lar Margarida Gonçalves (Lisboa/Portugal)
  • Lar da Fundação “Antero Gonçalves” (Envendos/Portugal)

Assistência e formação religiosa

  • Sanatório Maria Imaculada – Centro de Espiritualidade onde estão a Capela de Maria Imaculada e o Memorial de Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, fundadora da Congregação, bem como a Casa-Mãe, sede da Congregação (São José dos Campos/ SP)
  • Casa de Retiros Betsaida e Cura D’Ars (São José dos Campos/SP)

Pensionato

  • Residencial Clemente Ferreira – pensionato para moças (São Paulo/SP)

Assistência aos sacerdotes

  • Residência de Dom João Braz de Avis – Roma/Itália
  • Administração das Residências episcopais de São José dos Campos e Belo Horizonte

Pastorais da Saúde

  • Casa de Acolhida Madre Paulina (Barretos/SP)
  • Hospital Regional Hans Dieter Schmidt (Joinville/SC).
    • Diocese de Caraguatatuba e São José dos Campos e também em todos os hospitais administrados pela Congregação

Missões humanitárias

  • Comunidade Nossa Senhora Mãe da África – (Moçambique/África). Desde 2012. Quatro religiosas realizam, em média, 1.500 atendimentos por mês entre consultas de enfermagem, curativos, medicação, acompanhamento de crianças desnutridas, queimaduras, fraturas, suturas, entre outros. Parceria com a Obra de Maria, Fazenda da Esperança e Padres Missionários da África.
  • Comunidade Nossa Senhora de Nazaré – (Juína/Mato Grosso). Desde 2015. Cinco religiosas participam da pastoral da saúde e da criança, ensinam a catequese e desenvolvem atividades lúdicas com as crianças. Além disso, participam das diversas pastorais, visitando as comunidades mais distantes e indígenas.

Fonte: Diocese SJC

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.