Rua Ângelo B. Pintus, 320 - Campo dos Alemães São José dos Campos/SP - CEP: 12234-490

(12) 3966-1081
contato@ppsocorro.com.br
Liturgia diária › 08/01/2019

Liturgia Diária 08/01/2019 – Terça-feira depois da Epifania

Primeira Leitura

Primeira Leitura (1Jo 4,7-10)

Leitura da Primeira Carta de São João.

7Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8Quem não ama não chegou a conhecer Deus, pois Deus é amor. 9Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele.

10Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 71)

— Os reis de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— Os reis de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este Rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará.

— Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!

Evangelho

Evangelho (Mc 6,34-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 34Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas. 35Quando estava ficando tarde, os discípulos chegaram perto de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e já é tarde. 36Despede o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar alguma coisa para comer”. 37Mas Jesus respondeu: “Dai-lhes vós mesmos de comer”. Os discípulos perguntaram: “Queres que gastemos duzentos denários para comprar pão e dar-lhes de comer?” 38Jesus perguntou: “Quantos pães tendes? Ide ver”. Eles foram e responderam: “Cinco pães e dois peixes”. 39Então Jesus mandou que todos se sentassem na grama verde, formando grupos. 40E todos se sentaram, formando grupos de cem e de cinquenta pessoas. 41Depois Jesus pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu, pronunciou a bênção, partiu os pães e ia dando aos discípulos, para que os distribuíssem. Dividiu entre todos também os dois peixes. 42Todos comeram, ficaram satisfeitos, 43e recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e também dos peixes. 44O número dos que comeram os pães era de cinco mil homens.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Homilia

Está faltando uma verdadeira vida em Deus no meio de nós, e não existe vida em Deus sem amor

“Deus enviou o Seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio d’Ele. Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou o Seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados” (1João 4, 9-10).

Estamos reconhecendo a maneira como Deus nos ama. Esse amor de Deus é concreto e real, Ele não só falou que nos ama, mas demonstrou a forma como nos ama.

Se, o que um pai e uma mãe podem ter de mais precioso são seus filhos, nada pode ser mais precioso para Deus do que o Seu próprio Filho, por isso, Ele nos deu aquilo que Ele tem de mais sagrado. Ele nos deu Seu Filho para provar qual é o tamanho do amor que Ele mesmo tem por nós. Por que Ele manifestou o Seu amor? Para que nós tenhamos a vida conduzida por Ele. Não basta estarmos vivos.

Quando olhamos a vida humana, muitas vezes, sem sentido, sem razão de ser, a vida vai se apagando aos poucos. Doí no coração saber que a cada minuto, neste mundo, alguém está se suicidando, tirando sua própria vida e a grande maioria são jovens.

Nossos adolescentes, tão cedo, estão descobrindo o desgosto pela vida, estão buscando formas suicidas de vida. Por que os nossos estão perdendo o sentido pela vida? Está faltando uma verdadeira vida em Deus no meio de nós, e não existe vida em Deus sem amor.

Alguns acham que a vida em Deus, antes de tudo, seja doutrina. “Vou doutrinar a minha casa. Vou ensinar os dogmas”. Ensine os valores em primeiro lugar, pois o essencial dos valores é o amor. Amor vivenciado, praticado e respeitado.

É por falta de amor que estamos perecendo, por falta de respeito de uns para com os outros, muitas vezes, dentro de nossas próprias casas, famílias, trabalhos. É onde estamos que a crise existencial se instala no meio de nós.

Todas as vezes que o amor é negado, o amor não é vivido na sua intensidade, a vida humana perde o seu sentido de ser. Por isso, a vida que Deus nos deu, foi nos amando; foi por amor que Ele se encarnou, por amor abriu mão de suas condições divinas e sagradas para se tornar humano como nós.

Só seremos (de verdade) humanos, aquela humanidade bem vivida que nos diviniza, se vivermos esse amor de Deus no meio de nós. Precisamos, verdadeiramente, combater aquilo que não representa o amor, toda a forma de termos preconceitos, ódios, de nos colocarmos uns contra os outros. Todas essas brigas, competições, separações, acusações vão minando o amor e, quando mina o amor, a vida humana também vai minando.

É preciso semear o amor e vivê-lo, para que, assim, a vida de Deus esteja em nós.

Deus abençoe você!

Fonte: Homilia Canção Nova https://homilia.cancaonova.com/homilia/estamos-perecendo-por-falta-de-amor/?sDia=8&sMes=01&sAno=2019